top of page

PEQUENAS MALDADES SOCIALMENTE ACEITAS

Atualizado: 29 de mai. de 2023

O conceito de maldade na filosofia é complexo e envolve diferentes perspectivas teóricas. Se pinçarmos algumas idéias, veremos que para Santo Agostinho a maldade é fruto da paixão e da ignorância.


Para Kant tanto o bem quanto o mal estão arraigados na natureza humana, seria preciso entrar em contato com o sistema de valores construído pelo homem para ser livre, e não com a natureza, que sempre se replica da mesma forma.



Por sua vez, para Leibniz a ideia é de que a maldade é causada pela falta de harmonia entre a "vontade divina", ou superior, e a vontade humana, e que é possível superá-la por meio da busca pela harmonia e pela perfeição.


A psicanálise entende que a maldade e a bondade tem origem na natureza do homem e escolher entre o bem e o mal (qualquer que seja sua roupagem) é algo mais complexo do que pode parecer.


Eu sou mau?


Todo mundo já foi vítima ou perpetrador de alguma maldadezinha do dia a dia. Seja esconder o controle remoto da TV só para assistir seu programa favorito, ou passar na frente da fila na padaria como se fosse desapercebido, todos nós somos capazes de pequenas maldades.


Quem nunca deu aquela aceleradinha no carro para não deixar o outro motorista mudar de faixa? E o que dizer daquele amigo que pega algo emprestado, mas devolve quebrado ou pior, nem devolve?


Sim, isso pode acontecer. Todos nós somos capazes de ter raiva, ódio ou inveja. Mas assim como a natureza, as pequenas maldades podem ser complexas. Podemos pensar em um espectro que vai desde a pequena maldade mundana até a pequena maldade tóxica. Assim como na natureza irão existir diversas espécies e diversos tipos de veneno.



A Pequena Maldade Tóxica


Todos podemos sofrer com ela, em especial os desavisados, os repetidores compulsivos* e as crianças. É o tipo de maldade que pode se disfarçar de comportamento socialmente aceito mas podem causar impacto em pessoas e grupos.


As personalidades mais sombrias ou tóxicas costumam reagir de forma diferente diante da beleza, da bondade e do humanitarismo.


Como exemplo posso citar qualquer momento em que se houve sobre a sorte, sucesso, felicidade ou fortuna de alguém. A reação habitual de quem houve é ficar feliz por esta pessoa, reconhecer seu trabalho duro ou conquistas o levaram até este desfecho.


Reações diversas como demonstrar indiferenças, acusar o afortunado de manipulação ou corrupção; tomar crédito por esta conquista mesmo não tendo nenhuma relação com ela; e num viés mais maquiavélico, tirar proveito do sucesso do afortunado.


Outro exemplo seria quando existe algum recurso escasso em determinado contexto e de forma arbitrária alguém se serve dele sem se importar com os outros.


Mentiras ou colocações francas sem cuidado com o bem estar do outro, que visam uma campanha difamatória para submeter, tirar proveito, controlar ou simplesmente destruir alguém, podem passar batido em uma roda de conversa, mas pode ser caracterizada como uma pequena maldade tóxica. E ela pode ter muita relação com o narcisismo e a personalidade borderline, assim como os jogos que acontecem neste tipo de relação.



* A compulsão à repetição é uma teoria da psicanálise de Freud que se refere ao impulso inconsciente que leva as pessoas a repetirem experiências ou comportamentos dolorosos ou traumáticos do passado. Freud acreditava que isso acontecia porque o trauma não havia sido processado adequadamente no nível psicológico, e a repetição era uma tentativa inconsciente de resolver o trauma. No entanto, essa repetição não é eficaz e pode levar a uma espiral de sofrimento contínuo, a menos que o trauma subjacente seja enfrentado e resolvido conscientemente.

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios

Obtuvo 0 de 5 estrellas.
Aún no hay calificaciones

Agrega una calificación

Psicóloga Bruna Lima

CRP 06/130409

Bruna Lima Psicóloga Clínica

Psicblima@gmail.com

+55 11 99411-3832

Bruna Lima é psicóloga clínica com mais de 5 estrelas no Google. Graduou-se em Psicologia pelo Centro Universitário FMU  e tem 10 anos de experiência em psicologia clínica.

Cadastrada E-psi, atende on-line a brasileiros expatriados há 10 anos.

Possui três especializações/certificações em psicanálise pelas instituições:

Bruna também é colunista no AllPopStuff e tem um canal no YouTube.

Com sua sólida formação, Bruna utiliza abordagens psicanalíticas personalizadas para ajudar cada paciente adulto.

Oferece atendimento online e presencial. Entre em contato para agendar.

  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Instagram
psicologa-bruna-lima.JPG
bottom of page