top of page
  • Bruna Lima

TEPT-C: 3 SINTOMAS IMPORTANTES.

O Transtorno do Estresse Pós Traumático pode ser confundido com alguns outros diagnósticos como o borderline por conta de possíveis comportamentos erráticos e intensidade emocional. Conheça 3 sintomas que definem de uma maneira mais clara o diagnóstico do Transtorno de Estresse Pós Traumático Complexo.




Desregulação emocional


Desregulação emocional é um termo generico que vem da psicologia comportamental, ele se refere à resposta emocional que não é bem modulada, desajustada, incongruente. As emoções vividas podem ser exageradas, abafadas ou então contraditórias.

O que eu entendo é que alguns gatilhos podem levar a pessoa que sofre com o TEPT-C à um lugar emocional difícil. Este lugar podem ter cenários variados, de acordo com a história de cada um: um drama trágico, uma utopia bizarra, um terror monstruoso, etc.


Quando entramos em contato com este lugares delicados de nossa psique, podemos reagir à este cenário interno que nos apavora e não à realidade. Eis a dita desregulação.


Certa vez um colega psiquiatra usou uma metáfora muito boa para ilustrar isso. Ele contava que seu paciente se queixava de forte angústia, ansiedade e medo. O paciente em questão tinha uma vida tranquila, um emprego estável e não tinha grandes preocupações no momento, mas na infância e adolescência conviveu com pais alcoólatras muito cruéis. O psiquiatra então disse: "É como se aquele filme de terror estivesse rolando dentro de você ainda".


Um filme. Todos nós temos um clima emocional interno que pode ser comparado à um filme. Alguns vivem um filme agradável e engraçado do Woody Allen internamente, outros vivem um terror gore do tipo "O Albergue" internamente.


Pode-se até viver uma vida pacata, ir ao happy hour com os amigos na sexta, ir à academia durante a semana, ter uma boa relação com o trabalho, mas lá nos recônditos da psique "O Albergue" está rolando em segundo plano.


No caso do TEPT-C, podemos reagir emocionalmente usando como referencia o nosso mundo interno e não à realidade que pode até ser bem distinta.



Vida interna negativa


Como eu falava antes, o mundo psíquico da pessoa que vive o TEPT-C tem um tom mais sombrio. Os "filmes" que rolam em segundo plano podem ser do tipo trágico, amedrontador, macabro, repulsivo, melancólico, etc. Essas características não necessariamente são as do EU.


O sujeito pode ser amável, bem humorado, generoso... enfim, ele pode ter várias características ditas positivas que definem sua personalidade. Eu me refiro é ao clima emocional interno que, no caso do TEPT-C, é necessariamente mais sinistro.


Uma teórica muito famosa da psicanálise foi a primeira a desenvolver esta idéia de uma maneira muito interessante, isso em meados dos anos 40. Melanie Klein cunhou a teoria dos objetos internos.


Dizia ela que introjetamos a realidade, temos dentro de nós versões das pessoas que nos cercam, ao que nomeou de objetos.


Dependendo da história da criança, da relação que se teve com os pais, dos seus próprios sentimentos, ela pode fazer introjeções de objetos bons e/ou maus. Se os objetos maus prevalecem, estão em maior numero ou são muito preponderantes, a vida psíquica de alguém se torna sombria.



Caos


As pessoas que vivem o TEPT-C geralmente tem dificuldade de concentração. Me lembro da história de um menino que cursava o ensino fundamental. Por mais que ele quisesse estudar e se interessasse pelos temas de ciências, ele não conseguia estudar sozinho em casa.


Ele dizia que a tristeza que sentia não o permitia ler os livros propostos pelo professor. Sentia como se houvessem coisas mais urgentes a serem solucionadas para que conseguisse ler tranquilamente.


Mas estas coisas urgentes, mais importantes, não tinham nome, definição... era só uma


sensação no estômago, uma angustia que não conseguia desvendar. "Não entendo como meus colegas conseguem fazer isso, a minha cabeça fica tão cheia que não dá pra me concentrar", dizia.


Além disso, algumas outras coisas contribuem para o caos interno e externo de alguém que vive o TEPT-C: dificuldade de comunicar sentimentos, criar laços significativos com outras pessoas, ter uma vida interpessoal turbulenta. É uma vida que não parece estar em ordem.



E por conta disso, o que se vê é muita estratégia de enfrentamento na tentativa de equilibrar a desordem. Os mecanismos de enfrentamento podem ser não tão destrutivos ou francamente destrutivos. Há pessoas que mergulham profundamente no trabalho por exemplo, outras abusam do álcool e drogas, podem ser violentas, etc.


É uma vida repleta de drama e adrenalina.


6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page